Artigos marcados com Wordpress
Jun
24

Blogger completa 10 anos no ar

Blogger 10 anos

O serviço de blog conhecido como Blogger, completará 10 anos no dia 23 de agosto. O site, que foi implementado em 1999, pela Pyra Labs, foi comprado pela Google em 2003.

Para comemorar esta década no ar, o Google divulgou os números desse serviço muito popular, e querido por blogueiros do mundo todo, mesmo com o avanço do WordPress. Um desses números, dá conta de que o Brasil é o país que mais usa o Blogger fora dos EUA, seguido de Turquia, Espanha, Canadá e Reino Unido.

Outro número bem interessante mostra que o futebol é o esporte favorito dos blogueiros que usam esta plataforma, número este quatro vezes superior ao baseball, segundo colocado.

Vale ressaltar também, que a plataforma Blogger divide a preferência com o WordPress, entre os blogueiros que responderam a Pesquisa de Perfil do Blogueiro Brasileiro. A primeira aparece com 46%, enquanto a segunda com 45%, em um clássico empate técnico.

Via: Google Discovery

May
13

Milhares de templates para WordPress

Para não ficar preso às opções mais óbvias quando procuramos templates/themes para WordPress, trago a indicação de um site que lista outras boas fontes de downloads. O Themes Pack apresenta 10 sites que eles elegeram como os melhores da categoria, e os classifica pelo conhecido pagerank do Google. Tudo free.

Caso você não saiba instalar um tema novo no seu blog WordPress, siga essas dicas. Abra o seu programa preferido de FTP e acesse o seu serviço de hospedagem. Em seguida, é só copiar a pasta correspondente ao template baixado para a pasta /wp-content/themes do seu blog e ativá-lo na guia “Design”(se o seu WordPress já estiver atualizado para a versão 2.5 ou superior). Simples assim.

Apr
16

Como atualizar o WordPress manualmente

Recentemente foi lançado o WordPress 2.5, de vital importância para todos que usam esse ótimo gerenciador de blogs. Muitas pessoas me procuraram e perguntaram como fazer para atualizar seus blogs. Pensando nisso, resolvi fazer este pequeno guia.

Lembrando que existem outra duas soluções automáticas para quem não quer perder tempo: a ferramenta Fantástico, presente nos melhores serviços de hospedagens (host) e também alguns plugins que podem ser instalados diretamente no seu ambiente do WordPress. Porém, se você quer ter um passo a passo que te deixe sob o domínio das ações, siga as instruções a seguir:

Primeiro de tudo, fazer os tradicionais backups. Tanto dos bancos de dados SQL, quanto dos arquivos hospedados no seu servidor (posts, imagens, configurações e tudo mais). Depois disso, baixe a versão 2.5 do sistema, e descompacte no seu disco rígido.

Em seguida, acesse o endereço FTP do seu host (o Saiba Tudo recomenda o Filezilla para esta tarefa), localize a pasta onde está instalado o seu WordPress e apague todos os aquivos, MENOS o arquivo wp-config.php e a pasta /wp-content. Feito isto, copie todos os arquivos da pasta descompactada (onde contém a versão 2.5) novamente para a mesma pasta do seu host, EXCETO os arquivos que você preservou na hora da limpeza.

Para finalizar, basta acessar a seguinte URL no seu browser preferido: http://www.seusite.com.br / wp-admin / upgrade.php, clicar em “First step” e pronto.

Observações:

  • Não esqueça de desativar os plugins instalados antes de começar todo o processo.
  • Ao terminar, ative os plugins, e caso algum não funcione, com certeza você terá que atualizá-lo para contemplar a versão 2.5 do WordPress.
  • Para saber mais informações sobre o WordPress 2.5 antes de atualizar, visite o blog Veines Noires.
  • Estes procedimentos funcionam para atualizar qualquer versão do WordPress.
  • Um erro muito comum é esquecer de não deletar outros arquivos que você personalizou, como o locale.php, que é encontrado na pasta /wp-includes. Caso tenha esquecido de preservar este arquivo, e seu blog voltou a mostrar as datas em inglês, não se preocupe, lembre que você fez backup de tudo e agora pode enviar apenas este arquivo para o seu host. Percebeu agora porque não gosto de fazer este trabalho de forma automatizada? Essa é uma das razões.